A Mega-região Rio de Janeiro-São Paulo

Descrição: Termo de Referência vinculado ao projeto "As metrópoles e o Desenvolvimento Urbano: plataforma de conhecimento, inovação e ação", do Programa de Pesquisa da Rede Observatório das Metrópoles (2015-2020), submetido para CHAMADA PÚBLICA - PROGRAMA INCT/MCTI/CNPQ/CAPES/FAPS Nº 16/2014, coordenado por Sergio de Azevedo. O momento atual do capitalismo recompõe a urbanização metropolitana própria de um passado recente marcado pela lógica fordista de produção fabril e pelo desenvolvimento das metrópoles. Desenvolve uma metropolização que se espraia regionalmente, não mais de forma compacta e monocêntrica, mas dispersa e policêntrica. A nosso ver, o processo não é de urbanização metropolitana, própria da constituição das regiões metropolitanas, mas de uma urbanização regional. Regiões dispersas e polinucleadas são produzidas e é a coesão interna que define os seus limites. Desenvolve-se uma metropolização regional polinucleada, que constitui regiões polinucleadas. O objetivo da pesquisa é o de analisar o desenvolvimento de uma metropolização regional polinucleada como expressão da conjunção entre capitalização e valorização.

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Sandra Lencioni - Coordenador / Álvaro Henrique de Souza Ferreira - Integrante / Regina Helena Tunes - Integrante / André Baldraia de Souza - Integrante / Eudes André Leopoldo de Souza - Integrante / Wagner Constantino - Integrante / Ivanil Nunes - Integrante / Ana Paula Camilo Pereira - Integrante / Oséias Teixeira da Silva - Integrante.